Como promover sua beleza com Óleo de Prímula

Rico em ácidos graxos, o óleo de Prímula traz inúmeros benefícios para a saúde. Descubra aqui quais são eles e por que motivos você deve aderir a uma dieta que inclua o esse óleo.

A Prímula (Oenothera biennis), que ficou conhecida também como estrela-da-tarde, é uma planta herbácea, que tem folhas largas e compridas, suas lindas flores são grandes e amarelas.

A planta teve sua origem na América do Norte e há muitos anos passou a ser usada para fins terapêuticos.   A medicina indígena já a conhecia, e aplicava seu uso na cura de ferimentos e até de hemorróidas.

É o óleo extraído de suas sementes que faz tão bem à saúde. Ele é rico em ácidos graxos e em gorduras boas, como o ácido linoléico e o gama-linolênico, além do ácido esteárico, palmítico e oleico.

Outro benefício desse óleo é sua relação com os sintomas da TPM, por ser um regulador natural de hormônios, ele alivia os incômodos característicos desse período. Mas não são só mulheres que podem usufruir dele, homens de todas as idades também têm muito o que receber de bom do óleo de Prímula.

Antes de saber como promover sua beleza com o óleo de Prímula, vamos conhecer todos os seus benefícios para a saúde, seus riscos e os efeitos colaterais que pode provocar.

Quais os benefícios do óleo de prímula?

Podemos enumerar 7 principais benefícios desse óleo para a saúde e para a beleza, que são:

1. Redução dos sintomas da menopausa e TPM

Como mencionado anteriormente, o óleo trabalha como regulador hormonal natural. Assim, alguns distúrbios hormonais podem ser ajustados ou ter seus sintomas arrefecidos com o seu uso.

A TPM e a menopausa têm causa hormonal e toda mulher já experimentou ou ainda vai experimentar seus sintomas. Quando estes são muito fortes e comprometem a qualidade de vida, alguns tratamentos são indicados pelos ginecologistas.

O óleo de Prímula se tornou uma opção por trazer benefícios iguais aos de um medicamento manipulado ou de farmácias convencionais. Assim, a mulher tem uma opção natural de medicamento eficaz.

2. Tratamento da artrite reumatoide

Um dos benefícios que o óleo de Prímula traz para a saúde é auxiliar no tratamento da artrite reumatóide. Ele é eficaz porque tem propriedades capazes de tratar inflamações e infecções de maneira natural.

Quem tem a doença sabe a importância de se ter opções naturais de tratamento, já que é necessário o uso de muitos remédios para o controle dos sintomas perturbadores da doença.

O óleo de prímula está presente na literatura médica e contém propriedades terapêuticas eficazes e comprovadas. É importante conversar com seu médico para saber a posologia e o modo de ingerir o óleo antes de comprar e usar por conta própria.

3.Queda capilar

A queda de cabelo pode ter inúmeras causas, nem sempre um fator determinante é único e geral. Pessoas podem ter tendência genética à calvície, por exemplo, enquanto outras perdem cabelo devido aos efeitos da gestação e puerpério.

Os ácidos graxos e o ômega-3 presentes no óleo podem ajudar pessoas que têm queda capilar por questões hormonais ou mesmo por queda natural dos fios. Os componentes do óleo fortalecem o sistema e reduzem a queda consideravelmente.

Mulheres que estão amamentando e perceberam a queda, devem conversar com seu médico antes de iniciar a ingestão do óleo, pois é preciso avaliar possíveis alterações no leite materno.

4. Tratamento e remoção de acne

Mais um problema relacionado ao desequilíbrio hormonal e, por esse motivo, pode ter como aliado ao tratamento o óleo de prímula.

Todos nós teremos algum problema ligado à acne na adolescência, e isso se deve Às mudanças hormonais pelas quais passamos naturalmente no decorrer de nossas vidas. Mas algumas pessoas têm problemas severos e podem precisar de um tratamento prolongado.

A maioria dos medicamentos para acne são fortes e têm efeitos colaterais devastadores, por isso ter uma terapia alternativa como essa é tão importante.

5. Auxiliam a saúde cardiovascular

Os ácidos graxos presentes no óleo de Prímula, associados ao ômega-3 que também está contido nele, são um importante aliado à saúde do coração. Auxiliando no controle dos níveis de colesterol, reduzindo a pressão arterial, melhorando o fluxo sanguíneo e combatendo a agregação plaquetária, o óleo ajuda a prevenir infartos e ataques cardíacos, ajudando também  na prevenção dos acidentes vasculares cerebrais.

6. Promove a saúde da pele

Além de evitar o surgimento de acne, psoríase e eczemas, o óleo de Prímula estimula a hidratação da pele, mantendo-a sempre bonita e bem cuidada. Quem tem problemas hormonais e sofre com pele muito seca ou muito oleosa, pode contar com ele para regular isso.

7. Tratamento de asmas e alergias

Para tratar esses problemas são necessários medicamentos que fortalecem o sistema imunológico. E é esse um dos principais benefícios do óleo de Prímula. Portanto, pessoas que têm asma, bronquite ou alergias constantes podem ser ajudadas com esse “remédio natural”.

Como devo usar óleo de prímula?

Como a maioria dos suplementos, não há muitas pesquisas avaliando a segurança do óleo de prímula a longo prazo. Em alguns casos, o óleo de prímula pode causar efeitos colaterais, como estômago, dor de cabeça, náusea e diarreia.

A maioria dos efeitos colaterais são de baixo grau e se resolvem por conta própria assim que o tratamento é interrompido.

O óleo de prímula deve ser usado com cautela se você tiver certas condições médicas. Entre eles:

  • O óleo de prímula pode aumentar o risco de sangramento em pessoas com distúrbios hemorrágicos ou que estejam tomando anticoagulantes.
  • Se você for fazer uma cirurgia, deve parar de tomar óleo de prímula duas semanas antes para evitar sangramento excessivo.
  • Mulheres grávidas não devem tomar óleo de prímula, pois pode aumentar o risco de aborto espontâneo ou parto induzido.

Qual a dosagem do óleo de Prímula

Por ser um suplemento dietético, não há diretrizes universais direcionando o uso apropriado do óleo de prímula. De modo geral, uma dose diária de 500 miligramas é considerada segura em adultos, embora muitos possam tolerar até 1.300 miligramas por dia sem quaisquer efeitos colaterais.

Devido à falta de pesquisas, a prímula da noite não deve ser administrada a crianças sem antes consultar um profissional de saúde.

O óleo de prímula está disponível em muitas lojas de produtos naturais ou farmácias e normalmente é vendido na forma de cápsula de gel. O óleo de prímula engarrafado também está disponível, mas é mais difícil de dosar com precisão.

Dúvidas e perguntas frequentes

Algumas outras dúvidas que costumam surgir quando se decide tomar o óleo de Prímula são:

Quanto tempo dura o óleo de prímula?

O óleo de prímula contém uma alta proporção de gorduras insaturadas, que são suscetíveis à deterioração oxidativa. Por causa disso, a concentração do teor de óleo de semente, incluindo GLA, tende a cair após três a quatro meses, mesmo com refrigeração.

Para estender a vida útil do óleo, mantenha-o em sua embalagem original (geralmente azul para evitar a exposição ao sol) e guarde-o na geladeira. Embora o óleo de prímula possa ser armazenado por até seis meses na geladeira, para maior eficácia, compre apenas a quantidade que puder usar em três meses.

Como saber se o óleo de prímula estragou?

Qualquer produto rico em óleo insaturado pode ficar rançoso, incluindo óleo de prímula engarrafado e cápsulas de gel de óleo de prímula. Como o óleo de prímula tem apenas um leve odor, muitas vezes pode ser difícil dizer se ele estragou. Pode escurecer ou cheirar mal, mas nem sempre. Como tal, você deve sempre jogar pelo seguro e descartar qualquer suplemento após a data de validade.

Interações medicamentosas

O óleo de prímula pode interagir com um número significativo de medicamentos, reduzindo a eficácia do medicamento ou desencadeando efeitos colaterais.

Isso inclui:

  • Medicamentos anti-coagulantes como Fragmin (dalteparina)
  • Anticoagulantes como Coumadin (varfarina), heparina, Lovenox (enoxaparina) e Plavix (clopidogrel)
  • Drogas antipsicóticas como Compazine (proclorperazina), Mellaril (tioridazina), Permatil (flufenazina), Estelazina (trifluoperazina) e Thorazina (clorpromazina)
  • Antiinflamatórios não esteróides (AINEs) como aspirina, Advil (ibuprofeno), Aleve (naproxeno) e Voltaren (diclofenaco)

Avise seu médico se estiver tomando óleo de prímula – ou qualquer suplemento – para evitar interações medicamentosas e efeitos colaterais potencialmente graves.

Como promover sua beleza com Óleo de Prímula

Agora que você já conhece os principais benefícios, saiba como usar o óleo de prímula para ajudar a promover sua beleza:

Alívio de doenças da pele

O óleo de prímula pode ajudar a aliviar os sintomas de doenças de pele doloridas e notoriamente difíceis de tratar, como psoríase e eczema.

Ajuda a reduzir as rugas

O ácido gama-linolênico (GLA), encontrado no óleo de prímula, é conhecido por ter uma infinidade de benefícios para a pele, incluindo suavização de rugas.

Diminui a queda de cabelo

Estudos indicam que o uso tópico de óleo de prímula pode ajudar na queda de cabelo. Um estudo da Universidade de Maryland, que deu aos pacientes que experimentaram uma perda significativa de cabelo óleo de prímula para tomar por sete meses, descobriu que os pacientes tiveram um crescimento significativo do cabelo no final.

Deixe seu comentário